Perguntas e Respostas

Veja as principais perguntas e respostas que podem te
ajudar a tomar a decisão pela sanitização.

Além de garantir saúde e segurança no seu ambiente, o motivo mais vantajoso para contratar hoje mesmo a sanitização de ambientes é porque estamos disponibilizando o serviço pelo PREÇO DE CUSTO.

Em uma campanha inédita para viabilizar o serviço para o maior número de empresas e lares possível, além de garantir a manutenção dos empregos da nossa equipe e manter as compras dos fornecedores, a VipSanitize está oferecendo o serviço de sanitização contra o coronavírus pelo preço de custo temporariamente.

Sim, a sanitização ajuda no combate ao coronavírus (COVID-19)! O produto que utilizamos para a sanitização de ambientes está indicado pelo Ministério da Saúde e ANVISA para o controle do Coronavírus. Relatórios da Agência de Proteção Ambiental dos EUA mostram, inclusive, que o controle do vírus acontece em 10 minutos após o contato com a substância utilizada.

O tempo entre os procedimentos depende do volume de circulação de pessoas:

Locais com alto fluxo de circulação: sanitizar uma vez por semana;
Locais com médio fluxo de circulação: sanitizar quinzenalmente;
Locais com baixo fluxo de circulação: sanitizar mensalmente;
Residências: sanitizar a cada 3 meses ou em menos tempo.
Nossos especialistas podem ajudar você a estabelecer a frequência de sanitização adequada às suas necessidades.

Sim. Recomenda-se que o serviço de sanitização de ambientes seja realizado a cada três meses pelo menos, pensando em ambientes internos. Essa medida garante a máxima eficácia do produto sanitizante.

Não existe no mundo nenhum produto sanitizante que garanta efeitos prolongados. Por isso, fique atento à propaganda enganosa, peça a ficha técnica do produto ou algum documento científico que comprove a eficácia.

Sim. Qualquer residência ou estabelecimento comercial pode recorrer à sanitização de ambientes. Entretanto, recomenda-se esse trabalho, especialmente, para endereços com grande circulação de pessoas.

A combinação de umidade, suor e temperaturas mais altas é comum em salas fechadas. Essa é a receita ideal para que colônias de bactérias aumentem. Boates e academias, por exemplo, devem recorrer à sanitização periodicamente.

No caso de fábricas, devido ao elevado número de colaboradores em atividade, há de se considerar o risco de contaminação da produção. Dependendo do segmento – caso da indústria alimentícia, entre outras –, pode haver consequências para a saúde pública.

Da mesma forma, clínicas, consultórios e hospitais também merecem atenção especial. Os pacientes carregam vírus e bactérias da rua. Portanto, a qualidade da limpeza é a chave para a prevenção e o combate a infecções.

São utilizados produtos específicos chamados de saneantes. Estes saneantes são aprovados pela ANVISA e aplicados através de um nebulizador.
A ação química do produto forma uma película protetora em todo o ambiente, protegendo-o da proliferação de micro-organismos.

Qualquer residência ou estabelecimento comercial pode recorrer à sanitização de ambientes. Entretanto, recomenda-se esse trabalho, especialmente, para endereços com grande circulação de pessoas.

A combinação de umidade, suor e temperaturas mais altas é comum em salas fechadas. Essa é a receita ideal para que colônias de bactérias aumentem. Boates e academias, por exemplo, devem recorrer à sanitização periodicamente.

No caso de fábricas, devido ao elevado número de colaboradores em atividade, há de se considerar o risco de contaminação da produção. Dependendo do segmento – caso da indústria alimentícia, entre outras –, pode haver consequências para a saúde pública.

Da mesma forma, clínicas, consultórios e hospitais também merecem atenção especial. Os pacientes carregam vírus e bactérias da rua. Portanto, a qualidade da limpeza é a chave para a prevenção e o combate a infecções.